Em qualquer plataforma de streaming, é possível encontrar dezenas de filmes que falem sobre a pesada decisão dos jovens no final de suas vidas escolares. O desafio de seguir seus sonhos ou aquilo que vai proporcionar o mínimo de conforto, pressionado por pais que desejam uma juventude menos difícil do que foram as suas. Ainda sendo bombardeados pelas sensações que os hormônios causam, na busca incessável do primeiro amor, e a épica decepção, que é acessório de fábrica do primeiro relacionamento.

Jaden Smith e Cara Delevingne fazem o par da vez, no filme do diretor esloveno Mitja Okorn. A história gira em torno de Daryn, um garoto partindo para a vida acadêmica, encorajado e cobrado por seu pai Xavier (Cuba Gooding Jr.), que o vê além de sua faculdade renomada, trabalhando-o para ser um esportista. Diante de tantos caminhos, ele esbarra em Isabelle, uma jovem com muitos conflitos pessoais e com um problema de saúde que a coloca contra o tempo de realizar “marcos”, inclusive, de trazer à tona um artista: seu namorado.

É comum que esse tipo de trama, venha a ser um clique simultâneo, pela proposta de afagos na alma que essas produções causam. Mas, quando o rumo tende a infantilizar o enredo, isso traz questionamentos sobre a montagem. Sendo apressado em desenvolver um vínculo que trata o espectador como uma criança envolvida por um desenho irrisório.

Há um certo momento que, esperançosamente, queremos ficar até o final, por curiosidade e por já saber o final que nos machuca. O roteiro não esconde a proximidade com a situação atroz que a doença causa ao assistirmos o definhamento de uma vida cheia. Os jovens atores não são os responsáveis por essa sensação, ficamos sensíveis por uma noção fora dali. São duas figuras influentes e de personalidades opostas, não imprimindo a imaturidade que faz o gênero chiclete ficar no nosso pé.

O estilo tem sua maneira de ser feita e têm fórmulas para entreter o público alvo. O previsível precisa ser escondido, se é que isso tem algum sentido. Fogem totalmente das produções já feitas, não podendo ser comparada com os terríveis (no sentido impacto emocional) filmes que estão no hall das nossas memórias ou vivências, do descascar como criança para o lançamento estratosférico para a vida adulta.

Título Original: Life in a Year

Dir. Mitja Okorn

Elenco: Cara Delevingne, Jaden Smith, Cuba Gooding Jr, Nia Long e mais…

Distribuição: Amazon Prime Video, 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.